Exames

Medicina Fetal

A Medicina Fetal é uma modalidade avançada no diagnóstico pré-natal, e tem por finalidade investigar e acompanhar as diferentes etapas da vida intra-uterina, monitorar e avaliar o desenvolvimento do bebê desde as primeiras semanas até o nascimento e identificar situações de risco, tendo em vista o bem estar materno e fetal.

Utilizando os recursos ultrassonográficos é possível avaliar e diagnosticar a idade gestacional e os aspectos morfo-funcionais, permitindo ainda avaliar a necessidade de exames invasivos antes mesmo do nascimento.

Por meio da mais avançada técnica da ultrassonografia, que permite que se vejam as imagens tridimensionais em movimento (4D), é possível acompanhar a movimentação fetal e obter imagens adicionais tridimensionais (3D) melhorando o diagnóstico de alterações superficiais do bebê

Com os recursos da Dopplervelocimetria, o estudo ultrassonográfico do ambiente intra-uterino permite a investigação detalhada e não invasiva da hemodinâmica materno-fetal, que pode ser avaliada quantitativa e qualitativamente, não só do ponto de vista morfológico, mas também funcional.

Nessa cartografia dinâmica, o sentido do fluxo é codificado pelas cores azul e vermelha. Esta imagem em cores é sobreposta à imagem em escala de cinzas no plano bidimensional da ultrassonografia em tempo real, permitindo identificar o fluxo e o sentido do sangue.

Tipos de Exames

Perfil Biofísico Fetal

Perfil Biofísico Fetal

Este exame é realizado a partir da 28ª semana de gestação associando a ultrassonografia com a Cardiotocografia. Este método não emite radiação ionizante, sendo totalmente seguro para a gestante e para o bebê.

Esta modalidade de exame obstétrico consiste na avaliação da vitalidade (reserva de oxigênio fetal) e dos diversos parâmetros biofísicos fetais.

A ultrassonografia avaliará os movimentos corpóreos e respiratórios do feto, o tônus, o volume de líquido amniótico e a cardiotocografia fetal avaliará a reatividade cardíaca, identificando possíveis alterações.

Preparo e Orientações para Perfil Biofísico Fetal

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado a partir da 28ª semana de gestação.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) antes do exame (30 a 60 minutos), pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

• O resultado será entregue imediatamente após o exame, salvo raras exceções ou quando houver necessidade de uma avaliação mais ampla, que dependa de um conjunto de profissionais.

Obstétrico de 1º Trimestre com Doppler Colorido

Obstétrico de 1º Trimestre com Doppler Colorido

Este exame é realizado por ultrassonografia, com o recurso adicional de imagens tridimensionais (3D e 4D), no 1º trimestre de gestação (da fase inicial até a 12ª semana). A ultrassonografia não emite radiação ionizante, sendo totalmente segura em gestantes.

O exame morfológico de 1º trimestre nos permite avaliar a vitalidade ovular e diagnosticar a maioria das alterações que compromete o desenvolvimento fetal. A avaliação da translucência nucal e de outros marcadores do primeiro trimestre (avaliação do osso nasal, ducto venoso, regurgitação tricúspide entre outros) é parte obrigatória deste exame e nos permite quantificar o risco individual de cromossomopatias ( Síndrome de Down, Síndrome de Edwards e Síndrome de Patau).

Preparo e Orientações para Obstétrico de 1º Trimestre com Doppler Colorido

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado no 1º trimestre de gestação.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Seu exame será entregue imediatamente após a realização (tempo médio de espera 20 minutos), salvo quando houver necessidade de uma avaliação mais ampla, que dependa de um conjunto de profissionais.

Obstétrico com Doppler Colorido

Este exame é realizado por ultrassonografia – com o recurso adicional de imagens tridimensionais (3D e 4D) – em qualquer fase da gestação. A ultrassonografia não emite radiação ionizante, sendo totalmente segura em gestantes.

Este exame permite investigar e acompanhar as diferentes etapas da vida intra-uterina, avaliar o crescimento e a vitalidade fetais e identificar situações de risco por meio da análise de parâmetros biométricos fetais.

Com os recursos do efeito Doppler, o estudo ultrassonográfico do ambiente intra-uterino permite a investigação detalhada e não invasiva da hemodinâmica materno-fetal, que pode ser avaliada quantitativa e qualitativamente, não só do ponto de vista morfológico, mas também funcional.

Nessa cartografia dinâmica, o sentido do fluxo é codificado pelas cores azul e vermelha. Esta imagem em cores é sobreposta à imagem em escala de cinzas no plano bidimensional da ultrassonografia em tempo real, permitindo identificar o fluxo e o sentido do sangue.

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

• Seu exame será entregue imediatamente após sua realização (tempo médio de entrega será de 20 minutos), salvo quando houver necessidade de uma avaliação mais ampla, que dependa de um conjunto de profissionais.

Obstétrico por Via Transvaginal

Obstétrico por Via Transvaginal

A ultrassonografia do 1º trimestre de gestação (da fase inicial até a 12ª semana) pela via transvaginal é exame seguro, não emite radiação ionizante, não não oferecendo qualquer risco ao feto.

Seu diferencial em relação ao exame realizado pela via abdominal é a de possibilitar melhor visibilização das estruturas e dos órgãos pélvicos.

Preparo e Orientações para Obstétrico por Via Transvaginal

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado no 1º trimestre de gestação.

• Usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

• Seu exame será entregue imediatamente após a realização com tempo de espera médio de 20 minutos.

Obstétrico por Via Abdominal

Este exame é realizado por ultrassonografia – com o recurso adicional de imagens tridimensionais (3D e 4D) – em qualquer fase da gestação. A ultrassonografia não emite radiação ionizante, sendo totalmente segura em gestantes.

O exame obstétrico permite investigar e acompanhar as diferentes etapas da vida intra-uterina, monitorar o desenvolvimento do bebê desde as primeiras semanas até o nascimento, e identificar situações de risco, tendo em vista o bem estar materno e fetal, auxiliando a tomada de decisões sobre os procedimentos a serem utilizados no parto.

Preparo e Orientações para Obstétrico por Via Abdominal

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento

• Seu exame será entregue imediatamente após sua realização, salvo raras exceções.

Morfológico de 2º e 3º Trimestres com Doppler Colorido

Exame ultrassonográfico realizado nos 2º e 3º trimestres de gestação. Pode ser realizado em qualquer fase da segunda metade da gestação, sendo preferido sua indicação entre a 22ª e 24ª semana de gestação. A ultrassonografia não emite radiação ionizante, sendo totalmente segura para o feto e para a gestante.

Com os recursos do efeito Doppler, o estudo ultrassonográfico do ambiente intra-uterino permite a investigação detalhada e não invasiva da hemodinâmica materno-fetal através da análise quantitativa e qualitativamente do sonograma dos vasos maternos (artéria uterina) e fetais (artéria umbilical, artéria cerebral média e ducto venoso).

A análise da artéria uterina materna realizada, entre a 20ª e 26ª semana de gestação, permite avaliar o risco de pré-eclâmpsia (aumento da tensão arterial na gestação) e de restrição de crescimento fetal (bebê pequenos).

Segundo trimestre (da 13ª até a 24ª semana): Conhecido como ultrassonografia morfológico de segundo trimestre, preconiza-se que este exame seja realizado entre a 18ª e 24ª semana de gestação (época ideal: 22ª e 24ª semana). Nessa fase pode-se avaliar o crescimento, a morfologia e o aspecto da anatomia fetal.

Caso o médico obstetra solicite complementação do exame por via transvaginal, o comprimento do colo uterino pode ser realizado, e uma avaliação acurada do risco de parto prematuro pode ser fornecida. Tal procedimento, possibilitaria a utilização de medicamentos para evitar o parto prematuro, como a progesterona vaginal.

Terceiro trimestre (da 25ª até o final): Neste período é possível estudar a circulação fetal por meio da análise do fluxo das artérias umbilicais, da artéria cerebral média e do ducto venoso e, desta forma, aferir o bem estar fetal. Nesta fase, também é possível avaliar a anatomia fetal, obtendo-se uma visão mais fidedigna de alguns órgãos, em especial, rins e coração fetal.

Algumas mulheres podem apresentar nesta fase contrações uterinas que não modificam o colo (útero irritável). Neste caso, médico obstetra pode solicitar complementação do exame por via transvaginal, com o objetivo de avaliar o comprimento do colo uterino. Assim, podemos, na maioria das vezes, diferenciar o útero irritável (falso trabalho de parto) do trabalho de parto prematuro.

Preparo e Orientações para Morfológicos de 2º a 3º com Doppler Colorido

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado nos 2º e 3º trimestres de gestação.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento

• Seu exame será entregue no local de sua escolha, em até três dias úteis, salvo quando houver necessidade de uma avaliação mais ampla, que dependa de um conjunto de profissionais. As imagens de seu exame e o respectivo laudo estarão disponíveis em nosso site no mesmo prazo. Para acessá-los serão fornecidos número de usuário e senha pessoal no dia da realização dos mesmos

• Os resultados dos seus exames, disponibilizados na web, permitem que o seu médico tenha acesso às imagens e à análise diagnóstica a qualquer momento, auxiliando-o na condução de seu caso.

OBS: As imagens disponibilizadas via internet só têm efeito para diagnóstico se forem avaliadas em monitor de alta definição ou documentadas em impressora dedicada de alta resolução.

Morfológico de 2º e 3º Trimestres

Exame é realizado por ultrassonografia, com o recurso adicional de imagens tridimensionais (3D e 4D), caso necessário, nos 2º e 3º trimestres de gestação.

Segundo trimestre (da 13ª até a 24ª semana): conhecido como ultrassonografia morfológico de segundo trimestre pode ser realizado entre a 18ª e 24ª semana de gestação, sendo a melhor época entre a 22ª e 24ª semana de gestação. Nessa fase pode-se avaliar o crescimento e aspectos da anatomia fetal.

Terceiro trimestre (da 25ª até o final): nesse fase da gestação podemos reavaliar a anatomia fetal, obtendo-se uma visão mais fidedigna de alguns órgãos, em especial, rins e coração fetal.

Avaliação do risco de parto prematuro (da 20ª à 24ª semana): caso o obstetra ache pertinente, ele poderá solicitar exame ultrassonográfico transvaginal complementar. Nessa fase, o comprimento do colo uterino pode ser aferido, e uma avaliação acurada do risco de parto prematuro pode ser fornecida. Tal procedimento, possibilitaria a utilização de medicamentos para evitar o parto prematuro, como a progesterona vaginal.

Preparo e Orientações para Morfológicos de 2º a 3º Trimestres

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado nos 2º e 3º trimestres de gestação.

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais reativo facilitando a sua avaliação.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento

• Seu exame será entregue imediatamente após sua realização, salvo raras exceções.

Morfológico de 1º Trimestre

Exame ultrassonográfico do 1º trimestre de gestação (da fase inicial até a 12ª semana). A ultrassonografia não emite radiação ionizante, sendo totalmente segura para o feto e para as gestantes.

Neste exame, realizaremos a avaliação da translucência nucal e de outros marcadores do primeiro trimestre, sendo possível quantificar e estimar o risco individual para cromossomopatias, como Síndrome de Down, Síndrome de Edwards e Síndrome de Patau.

Utilizando o recurso adicional de imagens tridimensionais (3D e 4D), o Morfológico de 1º Trimestre permite avaliar a vitalidade ovular, e verificar a existência de qualquer alteração que possa comprometer o desenvolvimento da gestação.

Preparo e Orientações para Morfológico de 1º Trimestre

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado no 1º trimestre de gestação (entre a 11ª e a 13ª semana de gestação).

• É recomendável que você se alimente (lanche ou refeição) de 30 a 60 minutos antes da hora agendada para o exame, pois o feto torna-se mais ativo, facilitando a sua avaliação.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Caso tenha exames anteriores desta gestação, pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores é fundamental para avaliar o crescimento fetal.

• Após o exame fornecermos o aconselhamento genético e em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento.

• Seu exame será entregue logo após sua realização.

Biópsia de Vilo Coriônico

Biópsia de Vilo Coriônico

As biópsias são realizadas para diagnóstico de cromossomopatias e outras alterações genéticas. O procedimento consiste na remoção de uma amostra de células da placenta e posterior análise (cariótipo fetal).

A Biópsia de Vilo Coriônico (BVC), realizada entre a 11ª e 13ª semanas de gestação, é um procedimento ambulatorial e seguro tanto para a mãe quanto para o feto. A coleta de vilos coriais, feita sob visualização ultrassonográfica, é obtida por meio de punção aspirativa, por via transabdominal, no ambiente placentário. O material coletado é encaminhado a um médico especialista (geneticista), responsável pela análise microscópica e pelo laudo, que, na maioria das vezes, define o diagnóstico final.

Preparo e Orientações para Biópsia de Vilo Coriônico

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado entre a 11ª e 13ª semanas de gestação.

• É importante que você venha realizar o exame com um acompanhante, pois deverá ser observado repouso relativo nas duas horas seguintes ao procedimento.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Antes do início de seu exame, o médico especialista lhe explicará detalhadamente como será realizado o procedimento, as restrições e as orientações no período pós-punção, esclarecendo eventuais dúvidas que possam surgir.

• Seu exame será entregue no local de sua escolha, em até três dias úteis, salvo quando houver necessidade de uma avaliação mais ampla, que dependa de um conjunto de profissionais.

O que é biópsia do vilo-corial?

• A biópsia do vilo-corial (BVC) é a retirada de uma amostra do vilo corial (tecido placentário). Tanto o bebê como a placenta provém da mesma célula e assim os cromossomos presentes nas células da placenta são as mesma que as do bebê.

Como é realizada a BVC?

• Inicialmente, o local de punção é anestesiado. Uma agulha fina é então intriduzida através do abdome da mãe e uma amostra das vilosidades é retirada. A agulha é cuidadosamente direcionada, utilizando a ultrassonografia. O procedimento dura um minuto e o batimento cardíaco fetal é verificado antes e após o procedimento.

Quais os sintomas que posso sentir após a BVC?

• Nos primeiros dois dias após o procedimento, você poderá apresentar discreto desconforto na região abdominal e, ocasionalmente, discreto sangramento vaginal. Nesta situação, analgésico (paracetamol) pode ser útil.

• Caso voce apresente febre, sangramento e dor forte (contrações), você deverá procurar o médico.

Quando recebo o resultado da BVC?

• Os resultados para a Síndrome de Down e outras anomalias cromossômicas geralmente é disponível dentro de 72 horas após o exame.

• Imediatamente após recebermos os resultados, nós ligaremos e informaremos o resultado ao casal.

O procedimento pode ser repetido?

• Em casos de resultados inconclusivos que ocorre em aproximadamente 1% dos casos, o teste invasivo poderá ser complementado.

Quais são os riscos associados ao exame?

• O risco de aborto devido à BVC é, aproximadamente, 1% e este é o mesmo que os riscos da amniocentese após a 16ª semana de gestação.

• Nesta situação, o abortamento ocorreria nos próximos cinco dias após o exame.

• Alguns estudos têm mostrado que quando a BVC é executada antes da 10ª semana de gestação, há um pequeno risco de anormalidades nas extremidades fetais (braços e pernas). Desta forma, a BVC não deverá ser realizada antes 11ª semana de gestação.

Amniocentese Genética

Amniocentese Genética (Punção de Líquido Amniótico)

As punções são realizadas para diagnóstico de cromossomopatias e outras alterações genéticas. O procedimento consiste na retirada de pequena quantidade do líquido amniótico e posterior análise (cariótipo fetal).

A punção do líquido amniótico é monitorada por ultrassonografia, e deve ser realizada após a 16ª semana de gestação.

A coleta do material é realizada por via abdominal, e permite analisar as células presentes no líquido que banha o bebê (de renovação contínua). Essas células são originadas pela descamação da pele, bexiga, e trato gastrintestinal do feto.

O material coletado é encaminhado a um médico especialista (geneticista), responsável pela análise microscópica e pelo laudo que, na maioria das vezes, define o diagnóstico final.

Preparo e Orientações para Amniocentese Genética (Punção de Líquido Amniótico)

Este exame não necessita de preparo prévio.

• Exame realizado após a 16ª semana de gestação.

• É importante que você venha realizar o exame com um acompanhante, pois deverá ser observado repouso relativo nas duas horas seguintes ao procedimento.

• Procure usar roupas confortáveis, preferencialmente de duas peças.

• Antes do início de seu exame, o médico especialista lhe explicará detalhadamente como será realizado o procedimento, as restrições e as orientações no período pós-punção, esclarecendo eventuais dúvidas que possam surgir.

O que é amnioscentese?

• Amnioscentese é a retirada do líquido amniótico através de orientação ultrassonográfica. No líquido amniótico, há grande quantidade de células de descamação fetal.

• Assim, grande parte das células do líquido amniótico são de descamação fetal, sendo possível avaliar o DNA fetal e diagnosticar alterações genéticas.

Como é realizada a amnioscentese?

• Inicialmente, uma agulha fina é introduzida através do abdome materno na cavidade amniótica para a retirada de 15 a 20 ml de líquido amniótico.

• A agulha é cuidadosamente direcionada, utilizando a ultrassonografia. Assim, o bebê não é atingido. O procedimento dura um minuto e o batimento cardíaco fetal é verificado antes e após o procedimento.

• O líquido amniótico é a urina fetal e o montante retirado (15 a 20 ml) é rapidamente reposto pelo bebê.

Quais os sintomas que posso sentir após a amnioscentese?

• Nos primeiros dois dias após o procedimento, você poderá apresentar discreto desconforto na região abdominal Nesta situação, analgésico (paracetamol) pode ser útil.

• Caso voce apresente perda de líquido pela vaginal, dor forte (contrações uterinas) e febre, você deverá procurar o médico.

Quando recebo o resultado da amnioscentese?

• Os resultados para a Síndrome de Down e outras anomalias cromossômicas geralmente é disponível dentro de 72 horas após o exame. O resultados final, incluindo outras alterações estruturais será disponibilizado em 14 dias úteis.

• Imediatamente após recebermos os resultados, nós ligaremos e informaremos o resultado ao casal.

Quais são os riscos associados ao exame?

• O risco de aborto devido à amnioscentese é, aproximadamente, 0,5 a 1% e este é o mesmo que os riscos da BVC após a 11ª semana de gestação.

• Nesta situação, o abortamento ocorreria nos próximos cinco dias após o exame.

• Alguns estudos têm mostrado que quando a amnioscentese é executada antes da 16ª semana de gestação, há um pequeno risco de anormalidades nas extremidades fetais (braços e pernas). Desta forma, este procedimento não deverá ser realizada antes 16ª semana de gestação.